quinta-feira, 4 de novembro de 2010

PARE COM ISSO!

Na terapia convencional dos problemas da mente, somos confrontados com terapeutas que partem da premissa que estamos de algo modo "desarranjados" e por isso nos tentam  "Consertar". Há diferentes métodos, mas basicamente a mensagem é a deste curto episódio da MadTV (TV louca à letra): devemos parar com o tique, o comportamento, o vício, o pensamento ou a emoção que nos atrapalha. Para quem não sabe Inglês, aí vai a minha tradução do hilariante episódio.
- Dr Spencer?
- Sim pode entrar, só estou a lavar as mãos.
- Sou Catherine Bickman, Carla falou-me de si
- Sim, você a rapariga da caixa…
- Sim, sou eu mesma. Devo deitar-me?
- Não, não, já não fazemos isso. Sente-se sómente. Deixe-me falar-lhe um pouco da minha tarifa. Eu levo 5 dólares pelos primeiros 5 minutos e absolutamente nada depois disso. Como é que isso lhe parece?
- Isso parece-me formidável. De facto, até demasiado bom para ser verdade.
- Eu quase lhe posso garantir que a nossa sessão não dura mais de 4 ou 5 minutos. Não aceitamos pagamentos pelo seguro, por isso terá de pagar em dinheiro ou cheque.
- Uau, ok!
- E eu não dou trocos.
- Está bem.
(O terapeuta olha para o relógio e diz:)
- Comece.
- Começo como?
- Fale-me sobre o seu problema que quer tratar.
- Bem, eu tenho este medo de ser enterrada viva numa caixa. E quando começo a pensar nisso, entro em pânico.
- Já alguém alguma vez tentou enterrá-la viva numa caixa?
- Não, mas só pensar nisso faz a minha vida horrível, não posso ir por túneis ou estar num elevador ou numa casa, em nada que tenha a forma de caixa.
- Então, o que me está a dizer é que é claustrofóbica?
- Sim é isso.
- Está bem, vamos lá Catherine, vou-lhe dizer três palavras agora mesmo, eu quero que as ouça com muita atenção, e que as leva depois para forae as incorpore na sua vida.
- Devo escrevê-las ?
- Bem, se isso a faz sentir confortável, mas são só três palavras, a maioria das pessoas consegue lembrar-se.
- Ok.
- Está pronta?
- Sim.
- Aqui estão: PARE COM ISSO!
- O quê?
- PARE COM ISSO!
- Pare com isso?
- Sim, P-A-R-E-espaço-C-O-M-espaço-I-S-S-O!
- O que é que me está a dizer com isso?
- Veja, é engraçado, digo três simples palavras e não calcula a quantidade de pessoas que diz exactamente as mesmas palavras que você. Olha que isto não é grego, Catherine, isto é Inglês. PARE COM ISSO!
- Então, eu devo simplesmente Parar Com Isto?
- Isso mesmo, não quer continuar a vida tendo medo de ser enterrada viva numa caixa, parece-me horrível.
- Sim, é.
- Então PARE COM ISSO!
- Não consigo, tenho isto desde criança...
- Não, não, não, nós não iremos por aí, pare.
- Então, eu somente tenho de parar de ter medo de ser enterrada viva numa caixa.
- Exactamente. Bem, só passaram 3 minutos por isso vão ser 3 dolares.
- Só tenho 5...
- Eu não dou trocos.
- Então acho que vou gastar os cinco minutos.
- Ok. então, que outros problemas é que quer tratar?
- Ugh, haa, eu tenho bulimia, ponho os meus dedos na garganta...
- PARE COM ISSO! Dedos na garganta? Não faça isso!
- Mas sou compelida a isso. A minha mãe costumava...
- Não, não, não vamos por aí!
- Mas tenho problemas.
- Não, também não vamos por aí!
- Mas o meu horóscopo diz...
- Nós também não vamos por aí, definitivamente!
- Mas...
- Sim, PARE COM ISSO! E que mais ?
- Bem, tenho relações auto-destrutivas com homens...
- PARE COM ISSO! Você quer estar com um homem, não quer?
- Sim..
- Então, PARE COM ISSO! Não seja estúpida, parece um bebé.
- Eu lavo as minhas mãos muitas vezes...
- Isso não faz mal.
- Não faz?
- Eu também lavo as minhas mãos muitas vezes, há muitos germes por aí. Não se preocupe com isso.
-Tenho medo de guiar...
- Então, PARE COM ISSO! Como é que vai aos sítios, meta-se no carro e conduza, sua maluca. PARE COM ISSO!
- PARE VOCÊ COM ISSO! PARE COM ISSO!
- Qual é o problema, Catherine?
- Eu não estou a gostar disto, Eu não estou a gostar nada desta terapia, só me diz para parar com isto.
- E você não gosta disso.
- Não, não gosto.
- Então, você pensa que estamos a ir demasiado depressa?
- Sim, eu penso isso.
- Está bem, deixe-me dar-lhe 8 palavras que eu penso que irá limpar todos esses problemas para si, quer apontá-los agora?
- Sim.
- Está pronta?
- Sim
- Aqui vão as 8 palavras. PARE COM ISSO OU ENTERRO-A VIVA NUMA CAIXA

Se esta não é a sua visão de melhor terapia, experimente outras opções com provas dadas na abordagem de problemas semelhantes ao da heroína (ou vítima) deste episódio. A EFT, a meditação, o Hooponopono são alguns ao seu alcance, sem necessidade dum terapeuta a gritar-lhe para PARAR COM ISSO que o/a incomoda.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

ALINHAR OS CHAKRAS

Este exercício deverá proporcionar em poucos minutos ao utilizador uma "centrada energética", visando harmonizar de forma apropriada os sete principais centros subtis de nosso organismo (Chakras).
Poderíamos chamá-lo talvez de Meditação dos Chakras, visto que estes são estimulados sutilmente com os sons e as cores específicas , permitindo que esta curta, intensa e preciosa harmonização seja realizada mesmo nos breves intervalos de sua jornada de trabalho.
É algo novo e bem prático e esperamos que Você tenha resultados bem animadores.
Existem duas versões : a curta (1 minuto cada) e a longa (3 minutos cada)
ALGUMAS VARIAÇÕES:
  1. Alem do som emitido, poderemos simultâneamente falar a frase chave (ideal para quem é mais auditivo)
  2.  Pode tocar o sítio do chakra com uma mão ou as duas em sanduíche. Mesmo que não saiba Reiki ou Toque Quântico, pense em mandar uma energia de cura branca ou da cor do chakra (no ecran) limpando e desbloqueando esse centro. Ideal para quem é muito táctil.
  3. Pode utilizar para outra pessoa, sobretudo com a variação anterior (conectando-se com as mãos). Pode fazê-lo mesmo que ela não esteja presente (faça a si como se você fosse essa pessoa), mas faça-o com amor.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

5 Ritos tibetanos

Tem este nome, uma série de exercícios retirados do livro "A Fonte da Juventude" de Petter Kelder, que prometem melhorar a aparência, recuperação da memória, além de proporcionar o alívio para males crónicos (sinusite, artrite, má digestão).
Essas curas, são reflexo do equilíbrio dos Chakras, já que todos exercícios tem influência na coluna vertebral. O objectivo dos ritos é normalizar a velocidade desses vórtices, até a média apresentada por indivíduos com cerca de 25 anos.
  • Os Ritos podem ser feitos pela manhã ou à noite, o que for mais conveniente.
  • Poderá ser também ser praticado nos dois horários.
  • No inicio o autor recomenda iniciar casa rito com repetições de apenas 3 vezes e ir aumentando diariamente.
  • Mas saiba que não é necessário executar os ritos mais que 21 vezes ao dia, a não ser que esteja muito motivado para isso. 
  • Faça os exercícios todos os dias, o máximo que você pode pular é um dia em cada semana.
  • Se os exercícios são feitos menos de seis dias por semana, os resultados serão muito reduzidos.
  • Se em certos dias o seu tempo é limitado, faça 3 repetições de cada exercício, isso leva menos de cinco minutos.
  • Para obter o benefício máximo, faça os exercícios antes do café da manhã, se possível.
  • Se você estiver muito "enferrujado", prepare-se para os "5 Ritos" começando a andar uma meia hora por dia, se possível.
Alguns exercícios são feitos no chão, sobre um tapete ou qualquer outro forro macio. Os lamas executam o exercícios sobre o que os acidentais chamam de "tapete de oração", com cerca de 60 centímetros de largura e 1,80 metro de comprimento. Ele é bem espesso, feito de lã e um tipo de fibra vegetal. Sua única função é proteger o corpo do frio. No entanto, costuma-se atribuir um sentido religioso a tudo que os lamas fazem, daí o nome de tapete de oração.
RITO 1
  • De pé, erecto, com os braços estendidos para os lados, na horizontal, AS PALMAS PARA BAIXO.
  • Em seguida, gire de um lado a outro até ficar um pouco tonto.
  • Lembre-se! é importante começar a girar partindo da esquerda para a direita. Em outras palavras, se você colocasse um relógio deitado no chão, teria de girar no seguindo os ponteiros deste.
  • De início, a maioria dos adultos não conseguem girar mais do que meia dúzia de vezes sem ficar bastante tonto, e você não deverá tentar mais do que isso.
  • Se tiver vontade de sentar ou deitar para se recuperar da tontura, faça-o à vontade.
  • Então nas primeiras vezes, pratique o rito somente até sentir uma ligeira tontura. C
  • om o tempo, à medida que for fazendo todos os cinco ritos, você será capaz de girar cada vez mais vezes, sentindo menos desconforto.
Respiração:
  • A respiração tem que fluir, não a segure, inspire e expire naturalmente.
A velocidade não é necessária, faça como o seu corpo aguentar.
Para diminuir a tontura, você pode agir como os dançarinos ou patinadores. Antes de começar a girar, focalize a vista num único ponto a sua frente. À medida que for começando a girar, continue fixando esse ponto até onde for possível. Ele acabará saindo do seu campo de vista. Quando isso acontecer, vire a cabeça bem rápido e volte a fixá-lo. Esse ponto de referência lhe permitirá ficar menos desorientado e menos tonto.

O giros em excesso superexcitam alguns dos vórtices, acabando por deixá-los esgotados. Tal prática tem o efeito de inicialmente acelerar o fluxo de energia vital, mas depois bloqueia. Não devemos cometer excessos, uma dúzia de giros é o suficiente para estimular os vórtices.

2º RITO

O segundo rito estimula ainda mais os sete vórtices. Ele também é muito simples.
  • A pessoa fica deitada de costas no chão, sobre um tapete
  • Uma vez deitado de costas, estenda os braços ao longo do corpo e vire as palmas das mãos para o chão, mantendo os dedos fechados.
  • Então, erga a cabeça do chão, encostando o queixo no peito.
  • Ao mesmo tempo, vá levantando as pernas, com os joelhos rectos, até ficarem na vertical.
  • Se possível, deixe as pernas descerem para trás, ficando sobre a cabeça, mas não dobre os joelhos.
  •  
  •  
  •  
  •  

  • Depois, vagarosamente, abaixe a cabeça e pernas, mantendo os joelhos firmes, até voltar à posição inicial.
  • Se for incapaz de manter os joelhos perfeitamente rectos, só dobre-os o mínimo necessário. Mas, prosseguindo na prática, empenhe-se em manter as pernas sempre bem estendidas.
  • Deixe os músculos relaxarem e depois repita o rito.
Respiração:
  • Ao repetir, vá estabelecendo um ritmo mais lento em respiração.
  • Inspire profundamente quando estiver levantando as pernas e a cabeça, exale ao descê-las.
  • Inspire e exale sempre pelo nariz.
  • Entre as repetições, no relaxamento, continue respirando no mesmo ritmo.
  • Quando mais profundas as respirações, melhor.
Um dos lamas me contou que, quando iniciou a prática deste rito, ele era tão velho, fraco e decrépito que não tinha como manter as pernas rectas. Por isso, começou erguendo as pernas dobradas. Pouco a pouco foi ganhando mais elasticidade e, no final de três meses, já era capaz de esticá-las por completo

3º RITO

  • Ajoelhe-se no chão com o corpo erecto e os braços estendidos paralelamente ao corpo.
  • As palmas das mãos devem ficar encostadas na lateral das coxas.
  • Incline a cabeça para a frente, até o queixo tocar o peito.
  • Depois, atire a cabeça para trás, o máximo possível e, ao mesmo tempo, incline-se para trás, o máximo possível, arqueando o corpo.
  • Nesse movimento você se escorará nas mãos que se apoiam nas coxas.
  • Feito isso, volte à posição original até o queixo encostar no seu peito, não force, deixa ele cair apenas.
  • Comece de novo o rito.
Respiração:
  • Como no Rito 2, você deve estabelecer uma respiração ritmada.
  • Inspire profundamente quando arquear a espinha e exale ao voltar à posição erecta.
  • A respiração profunda é extremamente benéfica, por isso encha os pulmões o máximo que conseguir.


    4º RITO

    • Sente-se num tapete no chão com as pernas estendidas para a frente, deixando uma distância de uns quarenta centímetros entre os pés.
    • Mantendo o corpo erecto, coloque as palmas das mãos no chão, voltadas para a frente, ao lado das nádegas.
    • Depois, incline a cabeça, fazendo o queixo tocar o peito.
    • Em seguida, incline a cabeça para trás o máximo possível.
    • Ao mesmo tempo, erga o corpo de modo que os joelhos dobrem enquanto os braços permanecem rectos.
    • O tronco e as coxas deverão ficar rectos, horizontalmente em relação ao chão.
    • Os braços e as pernas estarão em posição perpendicular ao chão. 
    • Então, tensione todos os músculos do corpo que puder.
    • Por fim, relaxe ao voltar à posição inicial e descanse antes de repetir o exercício.
    • Velocidade não é importante, faça-o com calma, até se adaptar
    • Pode fazê-lo seguido sem parar.
    Respiração:


    • Inspire profundamente ao elevar o corpo
    • Segure a respiração durante a tensão dos músculos
    • Exale completamente enquanto voltar à posição inicial.
    • Continue respirando no mesmo ritmo no intervalo entre as repetições.
    5º RITO (O V invertido, a Cobra Yoga)

    • Deite-se de bruços no chão.
    • Em seguida, erga o corpo, apoiando-se nas palmas das mãos e dedos dos pés, que deverão ficar flexionadas.
    • Durante todo o rito, mantenha um distância de cerca de 40-50 centímetros entre os pés e entre as mãos.
    • Mantendo pernas e braços rectos, arqueie a espinha e leve a cabeça para trás o máximo possível.
    • Depois, dobrando-se nos quadris, erga o corpo até ele ficar como um "V" invertido.
    • Ao mesmo tempo, encoste o queixo no peito.
    • Volte à posição inicial e repita.

    • O ritmo talvez pareça difícil, mas garanto que, após uma semana de prática, você vai considerá-lo um dos mais simples.
    • Quanto o estiver executando com destreza, tencione os músculos por um instante, tanto no ponto mais alto como no mais baixo.
    • E, ao abaixar o corpo, procure encostá-lo de leve no chão.
    • Só volta à posição inicial - deitado de bruços- quando tiver completado todo o ciclo de repetições.
    Respiração:
    • Siga o mesmo padrão de respiração profundas e lentas que usou nos outro rito.
    • Inspire ao erguer o corpo e exale quando o abaixar.

    terça-feira, 26 de outubro de 2010

    O factor enzima - como viver mais e nunca ficar doente

    "O Factor Enzima - como viver mais e nunca ficar doente"de Hiromi Shinya (2009) já vendeu mais de 2 milhões de exemplares.
    O autor é Chefe da unidade de cirurgia endoscópica do Beth Israel Medical Center e Professor de cirurgia clínica do Albert Einstein College of Medicine, ambos em Nova Iorque e também consultor do Hospital Maeda e da Clínica Gastrointestinal Hanzomon no Japão.
    Actualmente com mais de 70 anos, continua activamente a trabalhar como médico, passando metade do ano em NY e a outra metade em Tóquio. É o médico japonês mais famoso e trata membros da família real Japonesa e oficiais de topo do governo japonês. Nos estados unidos trata celebridades e Presidentes. No seu trabalho, tratou mais de 300.000 pessoas estudando-lhes a história alimentar, curou cancros do cólon, e foi o inventor da colonoscopia (cirurgia do cólon por endoscopia).
    (...)A Dieta do Factor Enzima e do Estilo de Vida apresentada neste livro, permitiu obter resultados clínicos de 0% de recorrência de casos de cancro.
    Repito: nenhum dos meus pacientes teve de voltar a enfrentar cancros.
    Porquê? Porque os meus pacientes tomaram muito a sério o seu estado de saúde, colocaram toda a sua fé em sustentar a cura do seu corpo, e praticaram diariamente a minha dieta de estilo de vida. É esta dieta de estilo de vida que vos vou ensinar neste livro; um conjunto simples de novos hábitos que vos possibilitarão gozar de uma saúde cheia de vitalidade até uma idade avançada.
    Armado com o conhecimento destas páginas, fica inteiramente à sua escolha decidir entre a doença ou a saúde. No passado, pensava-se que a doença podia e devia ser curada apenas por médicos e medicamentos. Os pacientes eram passivos e
    simplesmente seguiam as instruções do médico e tomavam a medicação prescrita por ele. Porém, vivemos agora uma era onda cada um de nós tem que tomar sobre si a responsabilidade pela sua própria saúde.
    Todos nós esperamos nunca ficar doentes – ou, se ficamos, temos um enorme desejo de melhorar rapidamente. Você pode pensar que isso é impossível, mas eu asseguro-lhe que não é. Neste livro eu proponho um modo de vida que lhe permitirá viver todo o tempo de vida que naturalmente ainda dispõe, sem nunca mais ficar doente.
    (...)

    MITOS (MENTIRAS) COMUNS SOBRE OS ALIMENTOS: (pg. 10)
    • Coma iogurte todos os dias par melhorar a digestão.
    • Beba leite todos os dias para não ficar deficitário em cálcio.
    • Ingira as vitaminas diárias através de suplementos alimentares em vez de comer fruta, uma vez que a fruta tem muitos carbohidratos e calorias.
    • Abstenha-se de comer carbohidratos através do arroz e do pão para não engordar.
    • Tente manter uma dieta rica em proteínas.
    • Mantenha-se hidratado bebendo chá verde Japonês, porque é rico em antioxidantes.
    • Ferva a água antes de beber para remover todos os resquícios de cloro. (...)
    »»»» Mais 31 pgs de excertos do livro 
    O autor no seu site  apresenta a seguinte:
    Ementa para uma boa saúde
    "Uma boa saúde alimentar" é o factor mais importante para você desfrutar de uma vida longa e saudável. Boa saúde alimentar mantém o estômago e o intestino limpo e impede o organismo de diminuir as chamadas "Enzimas Milagre".

    Bons Hábitos Alimentares
    Bons hábitos alimentares são essenciais para uma vida saudável.
    Isto significa manter "as enzimas milagrosas" e manter o intestino limpo. Deve rever os seus hábitos alimentares; O Quê, Quando e Como você come? Você compreende e controlar a sua vida alimentar?

    Divida a ingestão de alimentos de 90% frutas e verduras e 10% de proteína.
     

    Os pontos para se comer bem são os seguintes:

    1.    Coma grãos ou cereais integrais e biológicos.
    2.    Coma mais vegetais.
    3.    Mais de alimentos do mar, menos carne.
    4.    Comer alimentos crus.
    5.    Não coma alimentos oxidados.
    6.    Coma alimentos fermentados.
    7.    Evite leite e produtos lácteos.
    8.    Tome vitaminas e minerais
    9.   Seja disciplinado com os alimentos que você come. Lembre-se, você é o que come!

    • Água Boa  é essencial para sua saúde, especialmente água dura que tem muito cálcio e magnésio mantém seu corpo em um pH alcalino ideal.A quantidade ideal é de cerca de 2 a 3 xícaras de cerca de 1 hora antes de cada refeição.
    • Intestino regular: Iniciar um hábito diário para remover "poluentes intestinal. e para limpar o seu sistema regularmente.
    • Exercício  é bom para sua saúde. Andar a pé (cerca de 2,5 milhas / dia), natação, ténis, golfe, esticar, etc
    • Descanse /durma: Relaxe mentalmente e fisicamente. Tire um tempo suficiente para dormir.
    • Livre-se do Stress / Seja Feliz!: Pensamento Positivo aumenta a imunidade, pensamento negativo diminui a imunidade. Seja bom para si mesmo. Dizer "NÃO" para libertar o stress.

    quinta-feira, 21 de outubro de 2010

    A roda do Sucesso (ou felicidade)

    Como vai a roda do sucesso na tua vida?
    Cheio de altos e baixos, ela não vai rodar suavemente mas aos solavancos.
    Para saber como estás mas sobretudo para saber como evoluis, qual a tua capacidade de mudança:
    • Imprime a imagem (neste link) ou desenha um círculo com os eixos como os da figura. 
    • Avalia cada um dos eixos, colocando uma marca entre 1 e 10, sendo 1 estares o pior que já estivestes (ou um completo fracasso) e 10 o melhor que já estivestes (ou o teu ideal). 
    • Liga todos esses pontos com linha curva de forma a criar uma roda interior.
    • Data e guarda essa avaliação para ulteriores comparações, assim saberás se e onde estás a fazer progressos (roda a inchar) ou se ela está mais equilibrada (roda mais perfeita).

    domingo, 10 de outubro de 2010

    PORQUE RESISTIMOS À MUDANÇA?

    “MILHO DE PIPOCA QUE NÃO PASSA PELO FOGO CONTINUA A SER MILHO PARA SEMPRE.”
    Assim acontece com a gente.
    As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo. Quem não passa pelo fogo fica do mesmo jeito a vida inteira. São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosa. Só que elas não percebem e acham que seu jeito de ser é o melhor jeito de ser.
    Mas, de repente, vem o fogo.
    O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos: a dor.
    Pode ser fogo de fora: perder um amor, perder um filho, o pai, a mãe, perder o emprego ou ficar pobre.
    Pode ser fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão ou sofrimento, cujas causas ignoramos.
    Há sempre o recurso do remédio: apagar o fogo!
    Sem fogo, o sofrimento diminui. Com isso, a possibilidade da grande transformação também.
    Imagino que a pobre pipoca, fechada dentro da panela, lá dentro cada vez mais quente, pensa que sua hora chegou: vou morrer.
    Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada para ela.
    A pipoca não imagina aquilo de que ela é capaz.
    Dentro de sua casca dura, fechada em si mesma, ela não pode imaginar um destino diferente para si.Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo, a grande transformação acontece: BUM! E ela aparece como uma outra coisa completamente diferente, algo que ela mesma nunca havia sonhado.
    Bom, mas ainda temos o piruá, que é o milho de pipoca que se recusa a estourar. É como aquelas pessoas que, por mais que o fogo esquente, se recusam a mudar.
    Elas acham que não pode existir coisa mais maravilhosa do que o jeito de elas serem. No entanto, o destino delas é triste, já que ficarão duras a vida inteira.
    Não vão se transformar na flor branca, macia e nutritiva. Não vão dar alegria para ninguém!
    Seu destino é? ...
    O Lixo
    ________________________________________
    Nota: Quando resistimos às mudanças que sabemos necessárias para obter os nossos desejos, estamos a dar ao nosso génio da lâmpada sinais contraditórios. Não há almoços grátis, temos de pagar o preço das nossas opções, sair da nossa zona de conforto.
    • "Se você projectar as mesmas imagens todos os dias, sua realidade será a mesma todos os dias"~Deepak Chopra
    • "Não há nada com mais evidência de insanidade do que fazer a mesma coisa dia após dia e esperar resultados diferentes" ~Einstein
    • Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." ~Fernando Pessoa

    quarta-feira, 29 de setembro de 2010

    Como vai essa saúde? É feliz?

    Para início de conversa achei por bem fazer-lhe essas perguntas, não por polidez ou educação, mas que tem tudo a ver com o objectivo deste blog: tornar as pessoas mais saudáveis e sobretudo felizes sem alienarem aquilo que se tem perdido com a medicina e terapias modernas: a liberdade mas também a responsabilidade.

    Liberdade de:

    • drogas cada vez mais potentes, 
    • exames cada vez mais caros e invasivos
    • tratamentos complexos
    • escolhas cada vez mais vastas mas também mais standartizadas 
    • tirania duma medicina cada vez mais impotente, mas mesmo assim com a veleidade de ter as únicas e definitivas respostas.

    Responsabilidade por:

    • a própria saúde 
    • escolher os tratamentos mais adequados para a sua cura
    • respeitar o seu corpo e mente, não se prejudicando conscientemente
    • o meio ambiente 

    É FELIZ?

    Segundo a OMS, cabe no conceito de saúde o bem estar físico, psíquico e social, enfim, a felicidade. 

    Como vai, sente-se bem? Está contente com a vida? 

    Para além do mais ou menos , será possível medir o bem-estar, a felicidade?

    A Universidade de Pensilvânia está a fazer testes com um questionário de 24 perguntas que eu traduzi e disponibilizo para download: Inventário da felicidade autêntica

    Ainda não há resultados comparativos senão com a totalidade dos entrevistados, o que eu não consegui reproduzir na folha de cálculo que disponibilizo, sómente calculo em termos de percentagem máxima das respostas. Assim um resultado de 80% significará 80% do máximo de felicidade em todos os quesitos (que dariam 100%).

    PARA QUE SERVE SABER COMO ESTAMOS?

    Quando um amigo chega a nossa cidade e nos pede direcções para chegar a nossa casa (que não conhece), qual é a primeira pergunta que se faz?

    - Onde estás?

    Sem saber isso não se consegue dar indicações úteis, o mesmo com a nossa saúde, não pedimos ao entrar numa farmácia e sem mais explicações.um medicamento qualquer para a nossa doença ou mal estar sem dizermos qual é o problema ou o nome do remédio. Sem um diagnóstico (mesmo que só intuído pelo terapeuta) não é possível prescrever nada a ninguém, por isso normalmente perguntam o que tem, como se sente, qual é o problema.

    Este site pretende apontar caminhos mais que dar respostas, não tanto prescrever como informar, dar a conhecer terapias ao alcance de qualquer um, sem a sujeição a "doutores", peritos, máquinas, drogas.